Vazamento de 220 milhões de dados acende sinal de alerta para empresas brasileiras

posted in: Uncategorized | 0

As empresas precisam estar preparadas para atender a lei. Mas mais do que as motivações legais, a perda da confiança do usuário em relação às marcas que sofrem ataques com vazamento de dados tem aumentado a cada dia e o impacto na reputação costuma ser até mais catastrófico do que as multas.
.
Apesar de ainda não ser possível saber a origem, o dfndr lab, laboratório de cibersegurança da PSafe, reportou um vazamento de dados em massa que pode ser o maior da história do país. O incidente ocorrido em agosto de 2019, mas descoberto agora, tornou vulneráveis as informações de mais de 220 milhões de pessoas, incluindo CPF, endereço, telefone, e-mail, foto de rosto, nota de crédito e renda mensal, e que agora estão à venda em fóruns na internet.

Tanto a Secretaria Nacional do Consumidor como o Procon-SP já notificaram a empresa que supostamente estaria envolvida no incidente para buscar explicações sobre o ocorrido, tais como quem teve acesso aos dados e quais dados foram acessados, e se a instituição reconhece que os dados vazaram de suas bases ou de operadores parceiros. É preciso investigar profundamente a origem do vazamento, pois é comum, em casos desta magnitude, envolver até mais de um responsável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *